1 1
Ceasa e Cati estudam parceria técnica

Por Eliana Fernandes

Difundir informações e ampliar a orientação para os produtores rurais serão a base de um termo de cooperação que a Centrais de Abastecimento de Campinas (Ceasa) e a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati) pretendem assinar para selar uma parceria técnica.

O trabalho foi acertado durante visita do novo coordenador da Cati, José Luiz Fontes, e do diretor de Comunicação e Treinamento do órgão, Ypujucan Caramuru, à Ceasa-Campinas na última segunda-feira, dia 9 de novembro. Eles foram recebidos pela diretoria e pelos gerentes dos mercados de Flores e de Hortifrutis da Central e aproveitaram para conhecer a infraestrutura do entreposto, inclusive o recém inaugurado Banco de Caixas Plásticas.

“O objetivo é aproximar e melhorar ainda mais os canais de comercialização e as condições de produção por meio de mais subsídios e orientação, além do pleno escoamento dos produtos. Vamos discutir as oportunidades para esse trabalho conjunto com a Ceasa”, explicou o coordenador.

A primeira ação já acontece no final de novembro, quando a Cati completa 42 anos e vai realizar uma série de atividades. Dentro da programação de aniversário, a Ceasa irá participar de eventos que vão reunir conselheiros e produtores de todo estado para falar sobre o entreposto.

O presidente da Ceasa e vice-prefeito de Campinas, Demétrio Vilagra, destaca a importância desta união, pois a Central movimenta 60 mil toneladas de hortifrutis por mês, sendo responsável pelo abastecimento de cerca de 500 municípios. Ele lembrou ainda que o mercado de Flores e Plantas Ornamentais da Ceasa-Campinas distribui para todo o País e que 95% dos seus permissionários são pequenos e médios produtores rurais.

“As centrais foram pensadas justamente para facilitar e organizar o fornecimento de produtos in natura. Esta atuação que garante de um lado a oferta e o mix de produtos e de outro as boas condições para a demanda, servem para regular valores, assegurar o abastecimento e manter a produção rural. Estreitar o relacionamento com os agricultores e atuar para melhorar a qualidade, a segurança e o escoamento destes produtos é positivo para todos os elos desta cadeia, do produtor ao consumidor final”, avaliou Vilagra.


Fonte: Dpto. Comunicação - Prefeitura Municipal de Campinas

Busca:
Dólar:
Euro:
Revista ABCSEM
Fone/Fax: (19) 3243 6472
abcsem@abcsem.com.br
Av. Papa Pio XII, 847 sala 22 - Jardim Chapadão
Campinas - SP - CEP 13070-091
Horário de Funcionamento:
Segunda à sexta das 8h às 17:30h
A ABCSEM
Agenda
Associados
Informações do Setor
Legislação
Serviços
Parceiros
Sala de Imprensa
Notícias
Publicações
Associe-se
Contato
© 2020 - ABCSEM - Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas - webdesign - CG Propaganda