1 1
Feira reúne 10 mil orquídeas
Objetivo estimular o cultivo no estado, divulgando novas espécies e levando as plantas para a casa do pernambucano

Por Thatiana Pimentel

Cattleya, Denphal, Miltonia, Epidendrum, Vanda. Estes são alguns dos nomes das cerca de 500 espécies que poderão ser vistas e adquiridas na 6ª Feira das Orquídeas de Aldeia. O evento, que colocará mais de 10 mil plantas à venda, começa amanhã e segue até o dia 19 de setembro, das 8h às 22h, no Aldeia Shopping, quilômetro 4 da estrada de Aldeia, Região Metropolitana do Recife. Além das flores, quem for ao local encontrará uma grande infraestrutura com estacionamento, cafés, lanchonetes, livrarias e até salão de beleza.


Paulo Vilar, produtor e organizador da feira, disse que a intenção não é ter lucro, mas mostrar que todo mundo pode facilmente cultivar uma orquídea.
Fotos: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press
"É uma feira para colecionadores, produtores, admiradores e curiosos, que podem conferir as novidades e trazer toda a família. Só pelo visual, garanto que quem vier não vai se arrepender", afirmou, entusiasmado, o único produtor de orquídeas pernambucano e organizador do evento, Paulo Vilar. Segundo ele, a feira tem como objetivo estimular o cultivo no estado, divulgando novas espécies e levando as plantas para dentro das casas dos recifenses. "Gastamos cerca de R$ 50 mil na produção e o retorno nem paga os custos. Nossa intenção não é ter lucro, mas mostrar que todo mundo pode facilmente cultivar uma orquídea. Não é difícil como a maioria das pessoas pensa".

Ainda de acordo com o organizador, cerca de 25 pessoas estarão trabalhando no transporte, conservação e vendas das plantas, mas o maior gasto está sendo com o frete das espécies paulistas. "Para transportar uma orquídea com flores sem danificá-la precisamos de um caminhão térmico, que não existe aqui no estado. Só por esse transporte, pagamos em torno de R$ 8 mil", revelou. Os custos, contudo, não serão repassados para os compradores. "Se você for em qualquer floricultura da cidade, encontra a Phalaenopsis, por exemplo, por cerca de R$ 100. Aqui, a maior planta desta espécie, com garantia de qualidade, sairá por R$ 45 no máximo", comentou Vilar.

E os colecionadores locais também podem se beneficiar com a feira. Isto porque a maior competição do estado acontecerá nos dias 15, 16 e 17 de outubro.Essa é a data da 31ª Mostra de Orquídeas de Pernambuco, organizada pela Associação Orquidófila de Pernambuco (Assope), em Santo Amaro. "Muita gente está cultivando mudas que ainda não floresceram. Aqui, quem quiser competir, pode encontrar as melhores plantas do Brasil já floridas", garantiu Paulo Vilar.

Assim como as cores, tamanhos e tipos, os preços da feira também são diversos. Por R$ 10, os visitantes poderão levar para casa uma Dendrobium stardust. Já os exemplares de Vanda, planta mais rara, deverão ser comercializados por R$ 120. "Queremos mostrar aos produtores que existe um mercado potencial em Pernambuco. Prova disso é que a feira cresceu 100% em relação ao ano passado. E esperamos para este ano, por dia, cerca de 4 mil visitas", comentou o produtor. Paulo ressaltou ainda que, além das orquídeas prontas para a venda, a feira contará com um orquídario reproduzindo o local em que as plantas são cultivadas e exemplares de bromélias, pimenteiras e cactos. "Todas plantas fáceis de cultivar e ideais paradecoração e festas".

Histórico - A Feira da Orquídeas de Aldeia teve inicio em 2005 e, na sua primeira edição, contou com apenas 500 plantas. Com o sucesso de público, já em 2006 o número triplicou e foram expostas 1,6 mil exemplares, distribuídos em 300 espécies. O crescimento se repetiu nas demais edições e deverá ser consolidado este ano, quando o número de produtos será o dobro dos comercializados em 2009.

Espécies que estarão sendo comercializadas na feira:



Cattleya labiata: Produzida em Pernambuco e alguns estados do Nordeste. Custa entre R$ 15 e R$ 30. Seu período de floração dura 20 dias



Denphal: Produzida em Pernambuco. Suas flores duram até 90 dias e pode florecer até cinco vezes ao ano. Muita usada na decoração, custa entre R$ 15 e R$ 30.



Miltonia: Produzida na Colômbia e em São Paulo. Custa, em média, R$ 30 e suas flores duram até 20 dias. Floresce apenas uma vez ao ano



Dendrobium stardust: Produzida e cultivada em São Paulo. Planta híbrida. Custa R$ 10. Seu período de floração dura de 30 a 40 dias



Phalaenopsis: Cultivada em Pernambuco. Custa entre R$ 25 a R$ 50. Seu período de floração dura até 90 dias. Dá flores até duas vezes por ano



Zygopetallum: Produzida e cultivada em Minas Gerais. Custa em média R$ 45 e também é muito usada na decoração de ambientes. Suas flor dura

Como cuidar de sua orquídea:

Luz:

Exposição direta pode queimar as folhas. O ideal para cultivo é procurar entender quanto sol cada planta precisa. Existem plantas que preferem 100% de sombra e aquelas que necessitam de sol apenas pela manhã, antes das 9h.

Água:

Por terem raízes aéreas, as orquídeas necessitam de pouca água. Para algumas espécies, basta regar uma vez por semana. Contudo, ambientes mais secos, a necessidade de umidade é maior. Observe o substrato do vaso. Sempre que secar é hora de colocar mais água

Substrato:

Nada de usar terra ou área comum. As orquídeas devem ser cultivadas em fibra de coco ou pedaços de casca de madeira


Fonte: Diário de Pernambuco

 
Busca:
Revista ABCSEM
Fone/Fax: (19) 3243 6472
abcsem@abcsem.com.br
Av. Papa Pio XII, 847 sala 22 - Jardim Chapadão
Campinas - SP - CEP 13070-091
Horário de Funcionamento:
Segunda à sexta das 8h às 17:30h
A ABCSEM
Agenda
Associados
Informações do Setor
Legislação
Serviços
Parceiros
Sala de Imprensa
Notícias
Publicações
Associe-se
Contato
© 2021 - ABCSEM - Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas - webdesign - CG Propaganda