1 1
Sociedade Internacional regula e padroniza de laboratórios de análise de sementes
Sociedade Internacional regula e padroniza de laboratórios de análise de sementes
O secretário geral da Associação Internacional de Análise de Sementes (ISTA - Internacional Seed Testing Association), Michael Muschick, participa desde segunda-feira, 15, do XVII Congresso Brasileiro de Sementes. Ontem, 16, ele apresentou um panorama geral sobre a entidade, que é situada na Suíça e padroniza, credencia e audita laboratórios de análise de sementes e congrega membros do setor.
Os laboratórios de análise de sementes realizam testes para que as empresas possam entregar produtos de qualidade. Em um único lote de sementes pode haver diferenças nos resultados apresentados pelas empresas que negociam o produto, entre vendedores e compradores. Quando as sementes são exportadas, o problema se agrava, pois as autoridades exportadoras também podem apresentar resultados divergentes. Isso ocorre porque as empresas utilizam os serviços de laboratórios distintos e não padronizados.
Fundada em 1924, a instituição tem o objetivo de desenvolver e publicar procedimentos padrões e está diretamente ligada à história da análise de sementes. “Com membros em mais de 70 países, a ISTA é verdadeiramente uma rede global. Nosso papel é alcançar altos níveis de reprodutibilidade, uniformidade e confiança em sementes”, disse Muschick.
A ISTA contribui para a padronização Internacional de formulários de resultados, como o formulário laranja OIC (Orange International Seed Lot Certificates) e o azul BIC (Blue International Seed Sample Certificates) aceitos em todo o mundo.  Além disso, a instituição colabora para a padronização de metodologia, de performance de laboratórios e com a troca de resultados científicos. “Se as sementes plantadas não tiverem capacidade de produzir uma cultura abundante, todos os investimentos e os insumos terão sido desperdiçados. É preciso manter em mente, quando trabalhamos com produção ou laboratórios de análise, que a semente de alta qualidade é nosso objetivo, com alta capacidade de vigor e germinação, livres de pragas, com baixo teor de umidade, com uniformidade e pureza“, afirmou o secretário geral da organização.
Desde 1933, a ISTA publica anualmente as atualizações das regras de análise de sementes, além de uma série de outros documentos. Atualmente, a instituição possui metodologias para mais de mil espécies agrícolas e florestais. Outro serviço em constante desenvolvimento é o de abertura para a proposição de diferentes metodologias de análise.
Além da padronização dos laboratórios, a ISTA oferece o serviço de credenciamento e realiza auditorias nos laboratórios credenciados. Atualmente são 201 laboratórios membros e destes, 102 são credenciados para certificar e analisar sementes com o padrão ISTA.  No Brasil apenas dois laboratórios são credenciados pela organização.
O programa é aberto a instituições públicas e privadas e pode ser adquirido diretamente através do site  www.seedtest.org
 

O secretário geral da Associação Internacional de Análise de Sementes (ISTA - Internacional Seed Testing Association), Michael Muschick, participa desde segunda-feira, 15, do XVII Congresso Brasileiro de Sementes. Ontem, 16, ele apresentou um panorama geral sobre a entidade, que é situada na Suíça e padroniza, credencia e audita laboratórios de análise de sementes e congrega membros do setor.

Os laboratórios de análise de sementes realizam testes para que as empresas possam entregar produtos de qualidade. Em um único lote de sementes pode haver diferenças nos resultados apresentados pelas empresas que negociam o produto, entre vendedores e compradores. Quando as sementes são exportadas, o problema se agrava, pois as autoridades exportadoras também podem apresentar resultados divergentes. Isso ocorre porque as empresas utilizam os serviços de laboratórios distintos e não padronizados.

Fundada em 1924, a instituição tem o objetivo de desenvolver e publicar procedimentos padrões e está diretamente ligada à história da análise de sementes. “Com membros em mais de 70 países, a ISTA é verdadeiramente uma rede global. Nosso papel é alcançar altos níveis de reprodutibilidade, uniformidade e confiança em sementes”, disse Muschick.

A ISTA contribui para a padronização Internacional de formulários de resultados, como o formulário laranja OIC (Orange International Seed Lot Certificates) e o azul BIC (Blue International Seed Sample Certificates) aceitos em todo o mundo.  Além disso, a instituição colabora para a padronização de metodologia, de performance de laboratórios e com a troca de resultados científicos.

“Se as sementes plantadas não tiverem capacidade de produzir uma cultura abundante, todos os investimentos e os insumos terão sido desperdiçados. É preciso manter em mente, quando trabalhamos com produção ou laboratórios de análise, que a semente de alta qualidade é nosso objetivo, com alta capacidade de vigor e germinação, livres de pragas, com baixo teor de umidade, com uniformidade e pureza“, afirmou o secretário geral da ISTA .

Desde 1933, a organização publica anualmente as atualizações das regras de análise de sementes, além de uma série de outros documentos. Atualmente, a instituição possui metodologias para mais de mil espécies agrícolas e florestais. Outro serviço em constante desenvolvimento é o de abertura para a proposição de diferentes metodologias de análise.

Além da padronização dos laboratórios, a ISTA oferece o serviço de credenciamento e realiza auditorias nos laboratórios credenciados. Atualmente são 201 laboratórios membros e destes, 102 são credenciados para certificar e analisar sementes com o padrão ISTA.  No Brasil apenas dois laboratórios são credenciados pela organização.

O programa é aberto a instituições públicas e privadas e pode ser adquirido diretamente através do site  www.seedtest.org
 

Foto: R.R.Rufino
--
Dulce Mazer - Jornalista - MTb 8775/PR
ABRATES - Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Assessoria de Imprensa
(43) 9908 5812
(43) 3025 5120

 
Busca:
Revista ABCSEM
Fone/Fax: (19) 3243 6472
abcsem@abcsem.com.br
Av. Papa Pio XII, 847 sala 22 - Jardim Chapadão
Campinas - SP - CEP 13070-091
Horário de Funcionamento:
Segunda à sexta das 8h às 17:30h
A ABCSEM
Agenda
Associados
Informações do Setor
Legislação
Serviços
Parceiros
Sala de Imprensa
Notícias
Publicações
Associe-se
Contato
© 2021 - ABCSEM - Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas - webdesign - CG Propaganda