1 1
Análises do IMA apontam uso consciente de agrotóxicos

Análises laboratoriais feitas para o Projeto Alimento Seguro (PAS), implantado este ano pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) para monitorar a quantidade de agrotóxicos nas culturas de morango e tomate, apontaram o uso consciente pelos produtores. Das 138 amostras coletadas de maio a novembro deste ano, 125 (90,5%) utilizavam o produto indicado para a cultura e apresentavam a quantidade de resíduo permitida por lei. Apenas uma amostra de tomate ficou fora do padrão quanto ao limite máximo de resíduos e 13 (9,4%) utilizavam produtos não indicados para a respectiva cultura.

A primeira coleta, realizada em julho, mostrou que das 54 amostras analisadas, 81,5% estavam em conformidade com o recomendado, 5,5% utilizavam produtos não indicados e 13% estavam fora do padrão quanto ao limite máximo de resíduos. Nas propriedades que não seguem o padrão recomendado, os produtores serão fiscalizados e orientados por servidores do IMA com o objetivo de adequar o uso de agrotóxicos, de acordo com as normas vigentes.

Atualmente, estão inseridas no PAS 118 propriedades, 78 de morango e 40 de tomate. A metodologia do projeto visa desenvolver ações para provocar mudança de comportamento dos produtores em relação ao uso seguro de agrotóxicos. Para isso, estão sendo realizadas desde maio, palestras e reuniões com as comunidades e a fiscalização do comércio e do uso do produto foi intensificada.
O diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, acredita que essa mudança no comportamento dos produtores é fruto do trabalho do PAS junto aos produtores que passaram a entender melhor o uso correto dos agrotóxicos, preservando a saúde pública e o meio ambiente. “Esperamos continuar contribuindo para o setor produtivo de morango e tomate e ampliar para outras culturas. Com esse projeto aumenta a qualidade dos produtos ofertados na mesa do consumidor mineiro além de agregarmos valor e melhor remuneração ao produtor rural. Ganham os consumidores e os produtores”, conclui.

As propriedades produtoras de morango participantes do projeto estão nas cidades de Alfredo Vasconcelos, Barbacena, Estiva, Pouso Alegre e Bom Repouso. Já as de tomate estão em Carandaí, Carmópolis de Minas, Pimenta, Maravilhas, Lagoa Dourada e Barbacena. Esses municípios detém a maior produção em todo o Estado.

Desenvolvido pelo IMA para monitorar resíduos de agrotóxico, o Programa de Alimento Seguro é inédito e surgiu pela representatividade de Minas na produção de morango e tomate. O Estado é o maior produtor de morango no Brasil e o terceiro em tomate. Como as duas culturas requerem uso intensivo de agrotóxicos para o controle de pragas, é de grande importância o monitoramento de resíduos e as fiscalizações de uso e comércio nas regiões produtoras.

Devido ao interesse dos produtores, o programa vai continuar em 2010 com a inserção de novas culturas a serem monitoradas, com mais produtores rurais envolvidos e mais capacitações.
Sistema de Rastreamento do Fruto

O site do Sistema de Rastreamento do Fruto (Sisfrut) foi criado para iniciar o monitoramento eletrônico do nível de resíduos de agrotóxicos e do uso de produtos não autorizados nas lavouras.

O consumidor tem acesso a diversas informações sobre os produtos através do selo criado pelo IMA em parceria com uma empresa privada do setor agrícola de Pouso Alegre e com produtores da região. Este selo é afixado nas embalagens de morangos que vão para comercialização.

Cada produtor possui uma combinação de números. De posse desses, o consumidor acessa o site www.sisfrut.com.br, insere o número e tem informações sobre o morango que comprou. É possível acessar fotos da propriedade e da plantação, tipos de insumos usados e quando usados, número do receituário agronômico, nota fiscal e, principalmente, o resultado da análise de resíduos feita pelo laboratório do IMA, dentre outros dados.

Outros benefícios do selo são a organização da classe produtora, segurança de consumir morangos produzidos com alta qualidade, acompanhamento detalhado das entregas e histórico de compras. Também é possível ter acesso à cópia das análises de resíduos feitos nos morangos, verificando o tipo de resíduo presente e se a quantidade está dentro do permitido na legislação. De acordo com os produtores, a parceria com o IMA vai proporcionar maior confiabilidade ao selo.

Capacitação

Uma parceria firmada entre o IMA e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) capacitou 240 produtores rurais, inseridos no PAS, no curso de aplicação correta de agrotóxicos. Ao final, os participantes receberam Equipamento de Proteção Individual (EPI), um DVD demonstrativo e um certificado comprovando que ele está capacitado para tal atividade, conforme exigido pela Norma Regulamentadora (NR) nº 31, do Ministério do Trabalho.

Fonte: IMA
 

 

Busca:
Revista ABCSEM
Fone/Fax: (19) 3243 6472
abcsem@abcsem.com.br
Av. Papa Pio XII, 847 sala 22 - Jardim Chapadão
Campinas - SP - CEP 13070-091
Horário de Funcionamento:
Segunda à sexta das 8h às 17:30h
A ABCSEM
Agenda
Associados
Informações do Setor
Legislação
Serviços
Parceiros
Sala de Imprensa
Notícias
Publicações
Associe-se
Contato
© 2021 - ABCSEM - Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas - webdesign - CG Propaganda